Archive for the 'Especial Copa do Mundo 2010' Category

Messi mantém o fracasso dos melhores do mundo em Copas ?

Por Jefferson Sifuentes;

O craque argentino Lionel Messi não conseguiu se livrar da “maldição” que acompanha todos os melhores do mundo em Copas. Historicamente, um jogador que chega a uma Copa na condição de melhor do mundo, fracassa no mundial e não consegue ser campeão ao final, foi assim com Roberto Baggio em 1994, Ronaldo em 1998, Figo em 2002 e Ronaldinho em 2006. Em 2009, Messi foi com méritos eleito melhor jogador do planeta, jogou muito e conquistou tudo o que podia, em 2010, continuou jogando bem e tem tudo pra continuar praticando um bom futebol, porém na Copa a “bruxa” o perseguiu. Messi até tentou, mas deixou a África sem uma grande atuação e sem fazer um gol sequer, logo ele que marcou 47 gols na temporada, sendo 34 pelo campeonato espanhol. No jogo contra a Alemanha, que marcou a despedida da Argentina da Copa, Messi chutou a gol 7 vezes, mas para a infelicidade dos argentinos, a bola não entrou. Mais informações sobre a relação melhores do mundo x Copa do Mundo, basta acompanhar nossos posts anteriores!

Anúncios

Adíos Hermanos !

Por Jefferson Sifuentes;

A seleção argentina levou um sacode da Alemanha e se despediu da Copa de 2010 de forma vergonhosa. No jogo deste sábado, nossos hermanos perderam por 4×0, 2 gols de klose, 1 de Mueller e 1 de Friedrich. Com os dois gols marcados diante da Argentina, Klose chegou a 14 em Copas do Mundo, um a menos que o brasileiro Ronaldo, maior artilheiro da história dos mundiais. A seleção argentina possui um forte setor ofensivo, mas o sistema defensivo é muito frágil, a saída de Walter Samuel enfraqueceu mais ainda a defesa argentina. O técnico bávaro, Joachim Löw, estudou o time adversário e encontrou o “mapa da mina” pelo lado direito da defesa argentina, os três gols de bola rolando da Alemanha foram por aquele lado do campo ocupado por Otamendi. No meio campo, só Mascherano protegia a defesa enquanto os outros jogadores partiam pra cima e abandonavam a zaga. Os alemães que já haviam feito 4×0 na Austrália e 4×1 na Inglaterra chegam para as semifinais empolgados e embalados. Antes da Copa, os alemães sofreram com a lesão de Ballack, porém, uma nova geração de jogadores liderada por Özil e Mueller se juntou aos mais experientes Lahm, Schweinsteinger, Podolski e Klose e formaram uma poderosa Alemanha. A Alemanha era conhecida por apresentar, tradicionalmente, um futebol duro e de muita pegada, mas a seleção de 2010 apresenta um futebol leve e ofensivo, o que surpreendeu positivamente quem gosta de futebol com um contra-ataque mortal e bom toque de bola.

Os argentinos chegaram a encantar ao ganhar de 4×1 da Coreia do Sul e quando bateram o México por 3×1 ou mesmo quando venceram a Grécia por 2×0 com um time reserva, mas quando enfrentaram uma forte potência perderam de 4! Os visíveis problemas defensivos enfrentados pela Argentina poderiam ter sido amenizados com as convocações de Zanetti, Cambiasso e Gago, esquecidos por Maradona. O primeiro seria titular pela lateral direita e poderia resolver as falhas de marcação por aquele setor. Gago ou Cambiasso poderiam ajudar na marcação pelo meio e fechar os buracos que tanto prejudicaram a defesa. Com um time que ataca muito, somente o Mascherano marcando é insuficiente.

A Copa da América não ia ser em 2014?

Por Jefferson Sifuentes;

Sim, a Copa de 2014 será na América do Sul! Mas em 2010, os sul-americanos estão se sentindo em casa em solo africano. Os cinco representantes da América do Sul se classificaram para as oitavas de final da Copa, e mais, quatro classificaram em 1º lugar de seus respectivos grupos. O Uruguai está de volta! Os bi campeões do mundo voltam a incomodar em uma Copa. “A Celeste”, liderada pelo atacante Diego Forlán, passou sem problemas pelo equilibrado grupo A, foram duas vitórias (3×0 na África do Sul e 1×0 no México) e um empate na estreia contra a França: 0x0. O Ataque do Uruguai mostrou ser eficiente, Luis Suarez e Forlán comandam o time lá na frente. Já na defesa os “Celestes” contam com o ex-sãopaulino Diego Lugano mostrando toda sua segurança e com o goleiro Fernando Muslera que não sofreu nenhum gol na primeira fase. O Uruguai conseguiu vaga na Copa apenas na repescagem disputada contra a Costa Rica, chegaram desacreditados, mas estão surpreendendo de forma muito positiva e podem chegar longe.

O Paraguai caiu num grupo onde a atual campeã do mundo era a superfavorita, mas os italianos decepcionaram e acabaram em último num grupo que além de Paraguai tinha ainda Eslováquia e Nova Zelândia. Os paraguaios venceram a Eslováquia por 2×0 e por pouco não bateram a Itália na estreia: 1×1. No último jogo o Paraguai tirou o pé e empatou com a Nova Zelândia: 0x0. O Paraguai possui um sistema ofensivo interessante: Oscar Cardozo, Roque Santa Cruz, Nelson Valdez e o argentino naturalizado Lucas Barios são os bons atacantes que podem conduzir os paraguaios até pelo menos as quartas de final.

O Chile de Marcelo Bielsa estava no grupo H ao lado de Espanha, Suíça e Honduras. “El loco” Bielsa manda o time pra frete e aproveita o talento ofensivo de Valdívia, Suazo,Alexis Sanches e Beasejour. O time é forte no ataque, os chileno conseguiram furar a forte retranca suíça, que não sofria gols em Copas há 8 horas de bola rolando. Apesar de ter marcado apenas 3 gols na Copa, o ataque do Chile é bom e tem boa movimentação. A defesa, por outro lado é um pouco fraca. O goleiro Claudio Bravo mostrou ser apavorado no lance do primeiro gol da Espanha no jogo do dia 25/06, o goleirão abandonou estranhamente o gol em uma dividida com Fernando Torres, onde a bola sobrou para David Villa concluir para o gol vazio, marcando o seu terceiro gol na Copa.


O Brasil passou tranquilo pelo “grupo da morte”. É verdade que não chegou a convencer, mas fez o necessário e garantiu a primeira colocação. O primeiro jogo do Brasil, contra a Coreia do Norte foi sofrível, os asiáticos montaram uma retranca monstruosa e seguraram o Brasil durante o primeiro tempo, no segundo, o Brasil marcou duas vezes com Maicon e Elano. No segundo jogo, a seleção da Costa do Marfim tentou “bater de frente” com o Brasil e saiu perdendo por 3×0, dois gols de Luis Fabiano e um de Elano, no fim, Didier Drogba descontou: 3×1. Quando encontra espaços a seleção brasileira consegue mostrar seu futebol, a característica do Brasil é a velocidade dos contra-ataques, Kaká e Robinho também exploram o jogo rápido. O jogo contra Portugal, que goleou a Coreia do Norte por 7×0, também foi fraco, um 0x0 desanimado mas que serviu para classificar as duas seleções: Brasil em primeiro e Portugal em segundo. O Brasil chega às oitavas de final com força…


Meu Perfil;

Acadêmico de direito, colunista do Jornal Folha do Lago, blogueiro por opção e com opinião, Praticante de Jiu-Jitsu, Cruzeirense apaixonado pelo melhor time brasileiro do século XX. Fui testemunha ocular de grandes jogos, e grandes jogadores. Imparcialidade, seriedade, e credibilidade ao nosso futebol mineiro, e claro, o nosso querido clube "Celeste", o terror da Sulamérica.

O que você acha?

Mais enquetes em 2012!

Agenda Celeste

setembro 2017
S T Q Q S S D
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Adicione seu email e clique para assinar nosso blog e receber notificações de novos artigos por email grátis!

Junte-se a 5 outros seguidores